quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Tecnologia inibe fraudes em questionários online

Fonte: Rádio Transamérica SP
Enquanto nos Estados Unidos empresas de pesquisa que vendem painéis de mercado buscam meios de acabar com a participação sem controle de pessoas que se cadastram para responder questionários online em troca de dinheiro, no Brasil, uma empresa de tecnologia web inova e investe na criatividade para que corporações e institutos de pesquisa não caiam nas mãos de impostores. Ou seja, entrevistados que tentam responder diversas pesquisas através de perfis falsos.


Usuários do software gerenciador de pesquisas de mercado QuestManager, desenvolvido pela DomusTec, conseguem aplicar questionários com opções de bloqueios para possíveis tentativas de respostas não confiáveis. Ações que, quando não impedidas, podem gerar tomadas de decisões erradas pela equipe de marketing, aumentando gastos, perda de tempo e até fracassos de produtos e serviços no mercado corporativo.

Alta tecnologia

Segundo o diretor de Tecnologia da Informação da DomusTec, Gustavo Cerqueira, entre as tecnologias presentes no software QuestManager para a aplicação de pesquisas online (quando o entrevistado recebe por email o questionário ou responde às perguntas diretamente no site da empresa) estão: gravação de cookies para evitar a dupla participação através do mesmo computador; filtros que interceptam mais de uma participação com o mesmo IP; bem como o CAPTCHA, sistema que pede ao usuário que digite um código alfanumérico antes de iniciar a pesquisa, um dos melhores e mais eficazes modos de evitar participações seqüenciais e em massa realizadas por robôs.

O software brasileiro também oferece dispositivos inteligentes antifraudes como, por exemplo, a possibilidade de encerrar a pesquisa - por meio de “questões filtro” que aparecerão aleatoriamente em diferentes pontos do questionário. Caso o entrevistado esteja respondendo displicentemente, ele não estará atento ao preenchimento solicitado na “questão filtro” e, conseqüentemente, vai errar a marcação esperada pelo sistema. Nesse caso, a entrevista é descartada automaticamente por conta da resposta incoerente.

“Outro dispositivo do software é a possibilidade de criação de ‘checkpoints’ invisíveis e cronometrados inseridos nas perguntas. Se a pesquisa for respondida em tempo inferior ao estimado pode ser um alerta de que o entrevistado respondeu tudo de qualquer jeito, sem prestar atenção nos questionamentos ou que um robô está sendo utilizado”, completou Gustavo.
____________________________________________________________________
Este texto pode ser copiado, distribuído, reproduzido, transmitido ou publicado em outros sites desde que mantidas as mesmas referências ao autor e à este Portal (www.PesquisadorModerno.com.br)

Marcadores:

Leia mais!

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Pesquisa de mercado aponta grau de pirataria de Softwares

Segundo o 5º. Estudo Anual Global de Pirataria de Software, apresentado pela Business Software Alliance (BSA) em maio deste ano, os prejuízos decorrentes da pirataria de software no Brasil somam a quantia de US$ 1,617 bilhão. A pesquisa foi conduzida pela IDC, empresa de pesquisa de mercado e previsões do setor de tecnologia da informação.

A redução da pirataria de software nos próximos quatro anos no Brasil poderia gerar um mercado de Tecnologia da Informação mais forte, agregando até 2011 11,5 mil novos empregos, US$ 2,9 bilhões em receita para a indústria local e US$ 389 milhões adicionais em impostos.

Os programas da BSA fomentam a inovação em tecnologia por meio de iniciativas de educação e políticas que promovem proteção de direitos autorais, segurança cibernética, comércio internacional e eletrônico.

Os membros da BSA incluem Adobe, Apple, Autodesk, Avid, Bentley Systems, Borland, CA, Cadence Design Systems, Cisco Systems, CNC Software/Mastercam, Dell, EMC, Entrust, HP, IBM, Intel, McAfee, Microsoft, Monotype Imaging, PTC, SAP, SolidWorks, Sybase, Symantec, Synopsys, The MathWorks e UGS.
____________________________________________________________________
Este texto pode ser copiado, distribuído, reproduzido, transmitido ou publicado em outros sites desde que mantidas as mesmas referências ao autor e à este Portal (www.PesquisadorModerno.com.br)

Marcadores: ,

Leia mais!