Segunda-feira, 16 de Fevereiro de 2009

Os atores mais valiosos de Hollywood


A pesquisa inaugural, Valor das Estrelas, perguntou a algumas pessoas que estão por dentro da indústria cinematográfica o que eles realmente pensam sobre os talentos de Hollywood. Will Smith não vai levar para casa nenhuma estátua dourada da Academia este ano, mas membros da indústria do entretenimento dizem que ele conseguiu criar sua própria mina de ouro, o que não é nada ruim diante do atual cenário econômico.
Smith ocupa o primeiro lugar da pesquisa inaugural Valor das Estrelas, que mostra, com exclusividade o que os empresários de Hollywood realmente pensam sobre mais de 1.400 atores na ativa quanto à sua capacidade de garantir o sucesso financeiro de projetos cinematográficos.
Will Smith foi o único a receber a pontuação máxima de 10, deixando para trás Johnny Depp, Brad Pitt, Leonardo DiCaprio e Angelina Jolie, que empataram em segundo lugar, com 9,89 pontos. Outros nomes que aparecem entre os 20 primeiros: Tom Hanks, Denzel Washington, Meryl Streep, Jack Nicholson e Matt Damon.

É um elenco estrelado com uma capacidade constante de atrair financiamento e gerar receita global nas bilheterias. Além disso, possuem personalidades fortes que chamam a atenção da imprensa e criam uma atração valiosa para seus projetos. Mas também há muito talento artístico nesse grupo. Só entre os 20 primeiros nomes, 16 já foram indicados para prêmios da Academia por sua interpretação. Juntos, totalizam 69 indicações e 15 vitórias, sem incluir a cerimônia de 22 de fevereiro deste ano, que verá Pitt, Jolie e Streep concorrendo a estatuetas.

Os nomes que ocupam os primeiros lugares da pesquisa são garantia absoluta de sucesso de bilheteria? É claro que não. Pergunte a George Clooney sobre O Amor Não Tem Regras. Mas eles ajudam a tirar um filme do papel. A pesquisa Forbes Valor das Estrelas foi enviada a membros da indústria do entretenimento no mundo inteiro, e pediu que usassem uma escala para classificar vários atributos de mais de 1.400 atores, individualmente, quanto à sua participação em filmes, inclusive a capacidade dos atores de atrair financiamento considerável para um projeto; se sua presença garante distribuição nos cinemas; se influem de modo significativo na venda de ingressos; e se sua participação é um componente essencial para garantir contratos de direitos sobre outras fontes geradoras de renda, tais como DVD, TV a cabo/aberta, etc.

Esta pesquisa é o esforço mais recente da Forbes para compilar dados e analisar a indústria de entretenimento. A Forbes realizou a pesquisa entre 03 de setembro e 16 de novembro de 2008, junto com a Erdos & Morgan, uma firma independente de pesquisa de mercado com sede em Nova York que, além de prestar assessoria, fez a tabulação e a classificação dos resultados. Os resultados foram convertidos em pontuação de 0 a 10, sendo que 10 é a nota máxima.
Smith saiu na frente por boas razões. Vejam os números:
- Seus filmes arrecadaram mais de US$ 5.2 bilhões em todo o mundo (até 01 de fevereiro de 2009), segundo a Exhibitor Relations Co. (US$ 2.313.659.825,00 na América do Norte e US$ 2.925.750.000,00 no resto do mundo).

- Sete dos seus filmes de ação conquistaram, consecutivamente, o número 1 nas bilheterias da América do Norte, de Homens de Preto II (2002) a Hancock (2008).

- Seus três filmes mais rentáveis arrecadaram mais de US$ 2 bilhões nas bilheterias do mundo todo. Independence Day (1996) faturou US$ 816.969.255,00; Hancock (2008), US$ 623.586.274,00, e Homens de Preto (1997), US$ 589.390.539,00, segundo a Exhibitor Relations Co.

- Foi indicado a dois Oscars de melhor ator por Ali (2001) e À Procura da Felicidade (2006).

"Will Smith é um ator único, pois é uma das poucas pessoas cujo simples nome já atrai o público", afirma Rick Alvarez, sócio há muitos anos da Wayans Brothers, cujos trabalhos incluem Ela Dança Com Meu Ganso. "Não importa o gênero. Seu nome, por si só, faz com que o público tenha certeza de que verá algo divertido, seja um filme de ação, uma comédia ou um drama."
"Hoje em dia, isso está cada vez mais importante", diz Patrick Gunn, diretor administrativo da Qualia Capital, uma empresa de investimentos em mídia. "Em geral, o mercado lá fora está horrível devido ao que acontece nos mercados financeiros. Há menos dinheiro. Então, fica difícil fazer filmes que não possuem elementos conhecidos. Ter atores bem estabelecidos tornou-se um ponto essencial."

Como Brad Pitt. O ator indicado ao Oscar por O Curioso Caso de Benjamin Button poderia ter ido pelo mesmo caminho de vários jovens atores promissores, que carregam, injustamente, o peso de serem chamados de "o próximo (complete com o nome adequado)", mas Pitt aceitou essa carga e venceu, sendo que, em sua carreira, nem sempre opta pelas escolhas mais seguras. Isso o tornou um sucesso maior internacionalmente do que nos EUA. Exemplos incluem Tróia, que faturou US$ 133.3 milhões na América do Norte e US$ 364 milhões no resto do mundo, Babel, que arrecadou US$ 34.3 milhões na América do Norte e US$ 101 milhões internacionalmente.
Depp é outro ator que segue as próprias regras e também ganha dinheiro. Símbolo do "ator independente que é astro de bilheteria", a decisão inteligente de Depp de aceitar o papel de Jack Sparrow na franquia Piratas do Caribe e ainda assim manter a reputação fez com que subisse de nível aos olhos da indústria e do público.

Talvez Leonardo DiCaprio não apresente o mesmo poder de arrecadação, mas o filme sobre "aquele navio" faz com que ele seja o Rei do Mundo atual em termos de faturamento em bilheteria. Ele parece não se importar, nem demonstra interesse em fazer um filme de sucesso garantido atrás do outro.

Sobre Jolie, a mulher que alcançou a posição mais elevada da pesquisa (e que, este ano, concorre ao Oscar de melhor atriz por A Troca, de Clint Eastwood), o presidente e CEO da Hyde Park Entertainment diz: "Ela criou uma imagem pública impressionante e cativante, e se tornou uma atriz realmente boa, como vemos no filme de Eastwood e, é claro, em filmes de ação como O Procurado e Tomb Raider. Ao mostrar que consegue fazer papéis distintos, atuar em obras sociais, sem mencionar os aspectos pessoais de sua pessoa, ela se tornou uma atriz extremamente interessante." Por isso, Hollywood a adora.
Fonte:Yahoo Entretenimento
____________________________________________________________________
Este texto pode ser copiado, distribuído, reproduzido, transmitido ou publicado em outros sites desde que mantidas as mesmas referências ao autor e à este Portal (www.PesquisadorModerno.com.br)